19 de out de 2009

VALEU, FOGAÇA!


Eu juro que ia deixar passar batido, porque ultimamente ando num azedume aqui neste blog que nem eu me aturo mais... mas não dá. Passei o fim de semana com esse grito entalado na goela e não tem jeito, vou ter que abrir as tramelas e reclamar:

PÔ, FOGAÇA, PRECISAVA AINDA DAR DESCONTO NO ISSQN PRAS EMPRESAS DE TELEMARKETING???!!!

15 de out de 2009

QUAL É?


Honestamente, não entendo a polêmica que o vídeo acima está causando. Por conta dessas imagens tem gente tachando os australianos de doentes pervertidos e por aí a fora. Particularmente porque a corrida se chama Midget Race, ou "corrida de anões"; porque dar nome aos bois é politicamente incorreto. Politicamente correto é a hipocrisia de chamar os anões de little people, pessoas pequenas.

Esse tipo de doença mental se explica nos EUA, a terra da Lei da Gota de Sangue, para a qual uma gota de sangue negro basta para tornar uma pessoa negra aos olhos da lei - lá não existem mulatos, não há o pardo, o meio-termo. Porque a mentalidade deles é fascista; porque não tolera o diferente, uma sociedade que desde o berço enlata seus cidadãos num padrão ideológico único incontestável e inquestionável, punindo com o ostracismo quem ousar se desviar desse padrão e ainda incentivando seus cidadãos a fiscalizarem ativamente a vida de seus vizinhos recompensando a paranóia com honras ao mérito. Uma sociedade onde uma menina de 14 anos pode ser expulsa da escola por levar uma faca pra cortar seu bolo de aniversário.

Pelamordedeus não vamos nos deixar contaminar por essa doença horrorosa. Continuemos dando nomes aos bois e vamos parar de querer reinventar a roda cada vez que algum psicólogo ou pedagogo tapado meter a boca num microfone.

Pra encerrar, tudo há pra ver no vídeo são três anões montando galhardamente três paspalhos grandalhões fazendo as vezes de cavalos.

9 de out de 2009

MOLECAGEM


...E o Nobel da Paz vai para...

TCHAM TCHAM TCHAM TCHAM...

... BARAK OBAMA!!!


ÊÊÊÊÊÊÊÊÊ!!!!! - exclama a multidão.


CUMÉQUIÉ?! - engasgo no primeiro café do dia.

Mas é verdade:

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, venceu o prêmio Nobel da Paz por seus esforços para reduzir os estoques de armas nucleares e por seu trabalho pela paz mundial. Primeiro presidente americano de origem africana, Obama também trabalhou para reiniciar o estagnado processo de paz no Oriente Médio desde que assumiu o cargo, em janeiro deste ano.

Então tá. Isso aí. Nobel da Paz pro cara do botão vermelho, esse que vive sentado num arsenal capaz de pulverizar o planeta em segundos; o cara que comanda o maior exército do planeta, presidente de um país que não sabe o que é a paz há quase 50 anos e que, finalmente, quer porque quer aumentar o contingente yankee no Afeganistão e que, não fosse a bomba atômica, de quebra mandava ver no Paquistão também.

Porque não escancararam de vez e deram o Nobel pro Bibi? (aquele mesmo, o Benjamim-toca-fogo-nos-palestinos).

Ah, mas o Barak é negrinho... Sinceramente, meu pézinho da senzala (aquele que todos nós brasileiros temos) tá fervendo.

Depois vêm reclamar que a criançada não tem respeito por mais nada... E cadê o exemplo?